EEFFTO - UFMG  


Alto Contraste

PT ENG ESP





Laboratórios

Centro de Estudos de Cognição e Ação (CECA)

A proposta de modelos de ensino-aprendizado que se realiza no Centro de Estudos em Cognição e Ação (CECA) adota como base a interação da Pessoa-Tarefa-Ambiente (Nitsch, 1975, 1986, 1990, Newell, 1986), se apoia nos modelos do comportamento antecipativo (Hoffman, 1993), do treinamento da coordenação (Roth, 1997, 1999), das famílias de habilidades esportivas (Roth, 1999; Hossner, 1997), e da aprendizagem incidental (Reeber, 1989) via jogos e pequenos jogos. As pesquisas do CECA se desenvolvem nas diferentes modalidades esportivas, estudando em estas diferentes aspectos específicos em concordância com as linhas de investigação. As linhas de pesquisas do CECA englobam cognição, ação e pequenos jogos.

Na área da Cognição estudamos:

  • Processos cognitivos em esportes (CTD + CTP + a utilização do fNIRS na investigação da ativação de áreas relacionadas às funções cognitivas de alta ordem durante a execução de tarefas de tomada de decisão em situações táticas nos esportes);
  • Estudos com rastreamento ocular (Eye Tracking - padrão de busca visual e seleção de sinais relevantes entre diferentes populações);
  • Proposta de modelos teóricos de Ação e Tomada de Decisão em Esportes;
  • Desenvolvimento de Testes de Conhecimento Tático Declarativo (TCTD) e Processual (TCTP).

Na área da Ação estudamos:

  • Metodologia da iniciação esportiva (com ênfase nos esportes coletivos e de raquete);
  • Desenvolvimento (categorização e efetividade) de processos de ensino-aprendizagem-treinamento nos esportes;
  • Observação e análise de jogo.

A linha de pesquisa de Pequenos Jogos se caracteriza por uma abordagem interativa e transdisciplinar, sendo abordados os processos emergentes de situações de jogo com pequeno numero de jogadores em interação com os aspectos fisiológicos, mecânicos, técnicos, táticos e psicológicos.

As formas de realização (por exemplo, o espaço de jogo, o número de jogadores, igualdade-superioridade-inferioridade numérica, uso de curingas/apoios, entre outras opções) e os efeitos no nível de rendimento ao se manipular estes parâmetros.

Coordenador: Pablo Juan Greco
Telefone: 3409-2329
Contatos: gregopj@ufmg.br e pablojgreco@gmail.com

Grupo de Desenvolvimento e Aprendizagem Motora (GEDAM)

O campo de estudos de Aprendizagem Motora e de Desenvolvimento Motor sempre foi uma preocupação no Laboratório de Psicologia do Esporte (LAPES). As próprias disciplinas do curso de graduação foram implantadas a partir de iniciativa do Laboratório. Assim, o Grupo de Desenvolvimento e Aprendizagem Motora (GEDAM) tem seu ponto de partida dentro do LAPES. O GEDAM foi formalmente institucionalizado junto ao Departamento de Educação Física da então Escola de Educação Física (atualmente Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional) da UFMG em 1994. Em 2001, o grupo inicia os projetos de pesquisa vinculados ao Programa de Pós-Graduação na área de Aprendizagem Motora na linha “Fatores que influenciam a aquisição de habilidades motoras”. Além desta, outras linhas vem sendo desenvolvidas, como a "Adaptação motora" e "Análise de padrões fundamentais de movimento".

Coordenadores: Herbert Ugrinowitsch e Rodolfo Novellino Benda
Telefones: 3409-2393 e 3409-2394
Contatos: herbertugri@yahoo.com.br e rodolfobenda@yahoo.com.br 
Site: www.gedam.com.br

Publicações:

Revista Pesquisa em Comportamento Motor (Motor Behavior Research)

Laboratório de Biomecânica (BIOLAB)

A Biomecânica, ciência que descreve e explica movimentos de sistemas biológicos utilizando termos, princípios e leis da mecânica, é uma disciplina científica importante na Educação Física/Ciência do Esporte, Fisioterapia, Medicina, Medicina Veterinária e nas Ciências Biológicas. Os objetivos principais da Biomecânica são a análise do desempenho humano e estudo da carga mecânica para reduzir do risco de lesões. Além disso, ela analisa a morfometria do ser humano e de animais com o objetivo da análise de aptidão para diferentes tarefas e exigências motoras e o desenvolvimento de modelos mecânicos do corpo humano e animal.

A comunidade científica da Biomecânica é representada internacionalmente pela International Society of Biomechanics (ISB) e International Society of Biomechanics of Sports (ISBS) que regularmente promove congressos internacionais. Em nível nacional foi criada em 1992 a Sociedade Brasileira de Biomecânica (SBB). Além disso, a SBB edita o Brazilian Journal of Biomechanics, periódico específico de divulgação dos trabalhos científicos no Brasil. 

A UFMG é um dos polos da Biomecânica no país. Em 2003 foi realizado o X Congresso Brasileiro de Biomecânica com 500 participantes, sendo que de 2003 até 2005 o Presidente da Sociedade Brasileira de Biomecânica foi o Prof. Dr. Hans Joachim Karl Menzel. Em 2007 foi realizado o XXV Simposium on Biomechanics of Sports da ISBS na cidade de Ouro Preto sob a presidência do Prof. Dr. Hans Joachim Karl Menzel, evento realizado pela primeira vez na América Latina. 

Devido à importância deste conhecimento para o entendimento de uma perspectiva do movimento humano, diversos laboratórios e centros de pesquisas foram criados. O Laboratório de Biomecânica (BIOLAB) foi implementado na Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO) no início do ano 2000, desde então sob a coordenação do Prof. Dr. Hans Joachim Karl Menzel, recebeu suas instalações físicas e equipamentos científicos através do financiamento do então existente Instituto do Desenvolvimento do Esporte (INDESP) ligado ao Ministério do Esporte do Governo Federal. Os equipamentos adquiridos para a implementação do Biolab foram destinados, em primeiro momento, para aplicações no monitoramento científico do treinamento de alto nível

 

Coordenador: André Gustavo Pereira de Andrade 
Subcoordenador: Mauro Heleno Chagas
Telefone: (31) 3409-2359
Contatos: andreguto@yahoo.com.br e mauroufmg@hotmail.com

 

Laboratório de Carga (LAC)

Este laboratório executa testes físicos específicos para diferentes modalidades. Um software exclusivo é usado para avaliar a sobrecarga de treinamento global e ajudar os treinadores a planejar o treinamento para seus atletas ou equipes ao longo de uma temporada.

Sua linha de pesquisa é "Análise e controle da sobrecarga do treinamento esportivo".

Coordenador: Leszek Antoni Szmuchrowski
Telefone: 3409-2326
Contato: leszek_br@yahoo.com.br

Laboratório de Fisiologia do Exercício (LAFISE)

O Laboratório de Fisiologia do Exercício (LAFISE) foi fundado em 1976 e está localizado no primeiro andar da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO) da UFMG, próximo aos demais laboratórios pertencentes à antiga rede CENESP. Mais informações sobre a história do LAFISE podem ser encontradas na página do laboratório ( www.lafise-ufmg.com ).

Atualmente, o LAFISE é coordenado por quatro professores: Dra. Danusa Dias Soares (Professora Titular), Dr. Dawit Albieiro Pinheiro Gonçalves (Professor Adjunto), Dr. Luciano Sales Prado (Professor Associado) e Dr. Samuel Penna Wanner (Professor Adjunto). Todos os professores estão cadastrados no Programa de Pós-Graduação em Ciência do Esporte (PPGCE) da EEFFTO. O laboratório conta com a contribuição fundamental de um número superior a 30 estudantes de iniciação científica, mestrado e doutorado, além de uma pós-doutoranda e uma técnica.

Embora no passado os pesquisadores do LAFISE tenham dedicado parte das suas atividades para a prestação de serviços (avaliação da capacidade física de atletas), atualmente as atividades do laboratório são voltadas principalmente para o desenvolvimento de projetos de pesquisa. As pesquisas são desenvolvidas tanto com voluntários humanos quanto com animais, o que garante aos pesquisadores a possibilidade de investigar desde questões mais básicas até as mais aplicadas (desde as vias celulares e moleculares envolvidas em uma resposta fisiológica até os sistemas fisiológicos envolvidos na modulação do desempenho físico e esportivo). Os pesquisadores do LAFISE também compõem o grupo de pesquisa MediAntar: medicina, fisiologia e antropologia Antártica, um projeto do Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR). Nossos pesquisadores têm sido capazes de publicar os resultados de suas pesquisas em revistas científicas reconhecidas internacionalmente. Além disso,
projetos deste grupo recebem regularmente apoio financeiro de órgãos de fomento, tais como CNPq, CAPES e FAPEMIG.

O LAFISE conta com uma excelente infraestrutura para estudos em humanos e roedores de pequeno porte, com destaque especial à existência de uma câmara ambiental que permite controlar, com precisão, as condições ambientais (umidade relativa do ar e temperatura ambiente). Além disso, existem vários ergômetros e aparelhos que possibilitam a medida do consumo de oxigênio e de variáveis termorregulatórias durante o repouso e o exercício físico. 

Linhas de Pesquisa:

  • Avaliação de diferentes estratégias para a prevenção do choque hipertérmico induzido pelo exercício físico em ambiente quente;
  • Efeito de atividades física e do treinamento físico sobre alterações no metabolismo e nos sistemas endócrino, muscular e neural na saúde e em doenças crônicas não contagiosas;
  • Estresse fisiológico e aclimatação ao ambiente quente e frio extremo;
  • Fatores neurais, hormonais, nutricionais e mecânicos reguladores da massa e função muscular esquelética;
  • Intensidade do esforço e gasto calórico no futebol;
  • Marcadores de estresse e alterações imunológicas relacionadas ao exercício físico;
  • Metabolismo, termorregulação e fadiga durante o exercício físico.

Coordenador: Samuel Penna Wanner
Telefone: (31) 3409-2328

Contatos:  samuelwanner@eeffto.ufmg.br e lafiseufmg@gmail.com
Site: www.lafise-ufmg.com

 

Laboratório de Psicologia do Esporte (LAPES)

Fundado em 07 de dezembro de 1991 pelo professor alemão Dr. Dietmar Samulski, o Laboratório de Psicologia do Esporte da UFMG é, na atualidade, um dos principais centros de investigação, formação profissional e atendimento a atletas e equipes na área da Psicologia do Esporte no Brasil.

Atualmente o Lapes é coordenado pelo Prof. Dr. Varley Teoldo da Costa e é composto pelo seguinte corpo docente permanente: Dr. Franco Noce e Dr. Marco Túlio de Mello.

As linhas de pesquisas desenvolvidas pelo corpo docente permanente são:

Prof. Dr. Varley Teoldo Costa

  • Psicologia do Esporte e do Exercício
    Investigação dos aspectos comportamentais, emocionais e sociais de atletas, treinadores, árbitros e dirigentes esportivos.
  • Neurociências do Esporte
    Investigação dos aspectos cognitivos, perceptivos, de tomada de decisão, psicofisiológicos e neuropsicológicos do movimento humano do movimento humano no esporte, treinamento e no exercício físico.
  • Estudos no Futebol de Rendimento
    Investigação dos aspectos técnicos, táticos, físicos e psicológicos em atletas, treinadores, árbitros e dirigentes no futebol.

Dr. Franco Noce

  • Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida
    Analisar a base conceitual da qualidade de vida de indivíduos praticantes de atividade física e esporte em diversos níveis. A partir destes, pretende-se desenvolver programas de intervenção que estimulem a prática de atividade física e melhorem a qualidade de vida das pessoas.
  • Processos Psicossociais no Exercício e no Esporte
    Estudar as variáveis psicossociais (A liderança, a comunicação, a criatividade, a expertise, a motivação e a influência da idade relativa) e suas relações com o esporte e o exercício em diferentes contextos.
  • Processos Psicobiológicos no Exercício e no Esporte
    Estudar o comportamento de variáveis psicobiológicas no âmbito comportamental, cognitivo e social (o estresse, o burn out, os processos decisórios e os estados de humor) e suas implicações em diversas variáveis de saúde, qualidade de vida e desempenho no contexto do esporte e do exercício.

Dr. Marco Túlio de Mello

  • Medicina e Biologia do Sono
    Desenvolver atividades científicas e acadêmicas que tenham por objetivo principal a identificação de mecanismos, comportamentos, entre outros na relação existente entre a pratica da atividade física e do exercício físico e o sono, os distúrbios do sono. Bem como, na relação existente entre os distúrbios do sono, a sonolência excessiva e os acidentes em trabalhadores por turno.
  • Atividade Física e Aspectos Psicobiológicos
    Desenvolver atividades científicas e acadêmicas que tenham por objetivo principal a identificação de mecanismos, comportamentos, entre outros na relação existente entre a pratica da atividade física e do exercício físico e os aspectos psicobiológicos (sono, distúrbios do sono, memoria, drogas, dependência, entre outras).
  • Distúrbios do movimento durante o sono
    Desenvolver atividades científicas e acadêmicas que tenham por objetivo principal a identificação de mecanismos, comportamentos, voltados para os distúrbios do movimento durante o sono.

Dra. Andressa da Silva de Mello

  • Esporte Paralímpico: Aspectos Psicobiológicos e Avaliação Física Funcional
    Conhecer a atuação do profissional da área de saúde, em especial, as atividades fisioterapeuta e do preparador físico junto aos atletas paralímpicos, bem como, analisar o desempenho destes atletas a partir do monitoramento de parâmetros físicos, psicobiológicos e de reabilitação durante toda a fase de preparação para a Paralimpíadas RIO 2016. O presente estudo é prospectivo, com modelo de série de casos, com uma entrevista inicial e com quatro períodos de segmentos para as avaliações físicas, psicobiológicas, preparação física e das queixas e lesões musculoesqueléticas.

  • Atividades Físico-esportivas e Qualidade de vida
    Esta linha investiga as concepções e ações que incidem na prática esportiva e seus impactos nos diferentes segmentos populacionais criança, jovem, adulto e idoso no que se refere aos fatores de adesão, treinamento, impactos na saúde e longevidade. Contribui para a criação e desenvolvimento de protocolos, metodologias e inovações que auxiliem na melhoria da intervenção profissional e na solução de problemas relacionados à prática esportiva. 

Dr. Maicon Rodrigues Albuquerque

  • Cognição em Esportes de Combate
  • Neurociências do Comportamento Motor
  • Neuropsicologia do Esporte

Além destes docentes permanentes o LAPES ainda conta com um corpo de pesquisadores colaboradores que são os professores: o Dr. Leandro Fernandes Malloy-Diniz e a Dra. Maria Regina Ferreira Brandão.

Dra. Maria Regina Ferreira Brandão

  • Psicologia do Exercício e do Esporte;
  • Transição de Carreira Esportiva;
  • Aspectos cross-culturais do futebol.

Dr. Leandro Fernandes Malloy-Diniz

  • Envelhecimento Cognitivo;
  • Neuropsicologia Clínica: avaliação e intervenções;
  • Neuropsicologia e atividade física.

Um dos diferenciais do Lapes na avaliação e treinamento das capacidades psicológicas no esporte está relacionado ao uso de equipamentos e tecnologia de ponta para realizar o diagnóstico e a intervenção em atletas das mais diferentes modalidades esportivas. Dentre os equipamentos utilizados, se destacam o Eye Tracking Glasses e o Mental Test and Training System (MTTs).

O Eye Tracking Glasses consiste em um óculos portátil capaz de rastrear e monitorar o movimento ocular humano. O equipamento tem sido utilizado em pesquisas na área esportiva para avaliar aspectos cognitivos como percepção, antecipação, tomada de decisão, comportamentos visuais e comparação de comportamentos visuais entre experts e novatos.

Já o Mental Test Training System é uma ferramenta para análise de perfile melhoria de desempenho das capacidades psicológicas para o esporte de rendimento. O equipamento possui uma bateria de testes capaz de avaliar e treinar os processos cognitivos dos atletas, tais como as capacidades de atenção, memória, concentração, percepção periférica, percepção visual, tempo de reação cognitivo e motor, testes de personalidade, habilidades motoras finas manuais, motivação, estresse, orientação espacial, coordenação motora e senso-motora, antecipação do movimento, comportamento agressivo, avaliação da resiliência, dentre outros.

Coordenador: Prof.  Varley Teoldo da Costa 
Telefones: 3409-2331 e 3409-2348
Contatos: vtcosta@hotmail.com
Site: www.lapes.com.br
Facebook: www.facebook.com/lapes.ufmg