EEFFTO - UFMG   

PT ENG ESP




Estudos do Lazer

Histórico do Programa

O Mestrado em Lazer foi aprovado pela CAPES em 2006 e iniciou suas atividades acadêmicas em março de 2007. No ano de 2010 o Curso passou pela primeira avaliação trienal (2007-2009) e atingiu o conceito 4. No final de 2011 teve seu doutorado aprovado pela CAPES com conceito 4. Ao longo de 2012 abriu sua primeira turma de doutorado que contou com 10 alunos. O nome do Programa passou a ser PPGEL, depois de ampla reforma no seu Projeto Acadêmico e nas suas normas de funcionamento.

Em 2013, o PPGEL contou com 13 docentes permanentes e 3 colaboradores, formados em Ciências Sociais, Ciências da Computação, Comunicação Social, Educação Física, História, Pedagogia e Psicologia. Nos processos seletivos realizados desde a sua criação, o PPGEL recebeu inscrições de candidatos graduados em diferentes áreas: Administração, Arquitetura, Assistência Social, Ciências Sociais, Dança, Economia Doméstica, Educação Física, Fisioterapia, Geografia, História, Lazer, Psicologia, Teatro, Terapia Ocupacional, Turismo. Esses candidatos eram oriundos de várias cidades e Estados distintos do Brasil, sendo alcançada uma relação média de 2,65 candidato/vaga, nos processos seletivos já realizados até agora no Curso de Mestrado. Já, o Curso de Doutorado contou com 29 candidatos para onze vagas no primeiro processo realizado, em 2012, perfazendo a relação de 2,63 candidatos por vaga. Isso apenas demonstra como havia uma demanda reprimida para este grau de formação no país. 

A proposta do Curso objetiva o comprometimento com uma sólida formação profissional e acadêmica, aliada à sensibilidade social, tendo em vista reconhecer o lazer como um princípio de construção de cidadania com potencial para concretizar ações comprometidas com a inclusão e a responsabilidade social. Para alcançar esta finalidade professores e alunos tem buscado o envolvimento com ações preocupadas com o aprofundamento de estudos, com a realização de pesquisas interdisciplinares e com a divulgação dos conhecimentos teórico-práticos produzidos. A partir de reflexões críticas e sistemáticas sobre a produção de conhecimento e sobre as práticas culturais de lazer no contexto social brasileiro e latino-americano, procura-se compreender suas determinações, vinculando-as às dimensões sociais, históricas, políticas, econômicas, psicológicas e culturais. 

Considerando o impacto regional, o curso vem contribuindo para consolidar a produção de conhecimentos sobre o Lazer no Brasil. Embora a temática já venha sendo estudada em diversos Programas de Pós-Graduação, esse é o primeiro Programa especifico sobre a temática na realidade brasileira. É importante citar, ainda que na América Latina temos um número reduzido de cursos de mestrado e nenhum curso de Doutorado que se dedicam ao aprofundamento de conhecimentos sobre o lazer.


Proposta Curricular

A proposta do curso é constituída por uma área de concentração denominada Cultura e Educação, que conta com três linhas de pesquisa delineadas da seguinte maneira: 1) Lazer e sociedade; 2) Lazer, história e memória; 3) Formação, atuação e políticas de lazer.
 
A ementa da linha "Lazer e sociedade" diz respeito a:

  • Estudos interdisciplinares relativos ao lazer nas sociedades contemporâneas. Fundamentos sócio antropológicos, filosóficos e políticos do Lazer;
  • O Lazer em diferentes aspectos, práticas e modos de organização da vida social cotidiana;
  • Lazer, sujeitos, subjetividades, identidades, diversidades e redes de sociabilidade segundo variações socioculturais de gênero, origem social, etárias, geracionais, étnico-raciais e de crenças;
  • O lazer na complexidade das práticas institucionais e das diferentes tradições que emergem de experiências sociais distintas;
  • Representações culturais, artísticas e midiáticas do lazer. Cultura, arte e comunicação como práticas de lazer. 

A ementa da linha "Lazer, história e memória" diz respeito a: 

  • Estudos interdisciplinares sobre o lazer em diferentes tempos históricos e localidades, desenvolvidos a partir das múltiplas possibilidades teóricas e metodológicas da História e/ou dos Estudos da Memória;
  • Investigações que considerem as práticas de diversão - institucionalizadas ou não - como fatos sociais articulados com os aspectos econômicos, políticos e culturais de um contexto histórico específico;
  • Lazer e modernidade;
  • Lazer, urbanização, industrialização e capitalismo;
  • História da formação e institucionalização de práticas de lazer;
  • História da formação e institucionalização de um campo de estudos e intervenção do fenômeno lazer.

A ementa da linha "Formação, Atuação e Políticas de Lazer" diz respeito a: 

  • Estudos interdisciplinares sobre o lazer enquanto campo de formação em diversas áreas do conhecimento, considerando diferentes contextos de atuação no Brasil e na América Latina;
  • A formação de profissionais para o lazer em diferentes dimensões nos múltiplos tempos, espaços e dinâmicas da vida social;
  • Produção de conhecimentos sobre o Lazer no Brasil e em outros países;
  • Lazer, mercado de trabalho, serviços e atuação profissional em diferentes setores;
  • Lazer e intervenção profissional;
  • Lazer e políticas públicas;
  • Análise da ação do Estado na concepção, desenvolvimento e avaliação de políticas, programas e projetos de lazer;
  • Formação e Políticas de lazer.

A estrutura curricular do PPGEL está composto pelos cursos de Mestrado e Doutorado. Visa discutir, investigar e suscitar questões sobre o Lazer, considerando especialmente suas interfaces com a Cultura e a Educação. 

A estrutura curricular foi elaborada considerando os objetivos do PPGEL e o perfil inovador desejado, sendo composta por um conjunto de disciplinas coerentes com a área de concentração proposta e integradas com as três linhas de pesquisa, as quais garantem também a unidade entre os cursos de Mestrado e Doutorado. 


Objetivos:

  • Promover a pesquisa interdisciplinar e a reflexão crítica sobre o Lazer em nosso contexto, em nível de estudos pós-graduados;
  • Formar pesquisadores de ponta na produção e na difusão do conhecimento científico sobre o Lazer;
  • Promover avanços qualitativos nos estudos sobre o lazer, por meio da criação e consolidação de grupos de pesquisa, realização de eventos científicos e publicações;
  • Formar em alto nível docentes do ensino superior e profissionais que atuam no campo do Lazer e áreas afins;
  • Favorecer o intercâmbio científico com outros departamentos e instituições;
  • Fomentar o intercâmbio com a comunidade científica internacional afeta ao campo do lazer.


Perfil Profissional e Acadêmico

Espera-se que os mestrandos e doutorandos associem uma visão crítica e global da sociedade aos desafios relacionados ao Lazer; que saibam escolher e desenvolver formas qualificadas de intervenção nos âmbitos do ensino, da pesquisa e da extensão com responsabilidade e ética, conforme as competências abaixo relacionadas:

  • Realizar pesquisas científicas interdisciplinares sobre o Lazer, buscando o avanço qualitativo do conhecimento e o intercâmbio com profissionais e pesquisadores de diversas áreas;
  • Contribuir com a melhoria da qualidade do ensino superior e desenvolver novas metodologias e ferramentas educacionais relacionadas ao Lazer;
  • Desenvolver projetos e ações que integrem as dimensões da Cultura e da Educação como eixos transversais para se compreender o Lazer e sua diversidade;
  • Prestar assessorias a órgãos públicos, empresas privadas e instituições do terceiro setor, reconhecendo o Lazer como um princípio de construção de cidadania com potencial para implementar ações comprometidas com a inclusão e a responsabilidade social, tendo como referência o conhecimento de alto nível almejado.


Articulação entre Pós-Graduação e Graduação

O PPGEL tem por princípio incentivar o envolvimento de docentes e de discentes (mestrandos e doutorandos) com atividades de ensino e pesquisa na graduação. Isso tem contribuído, por um lado, para qualificar a formação dos discentes do PPGEL, preparando-os para atuarem como docentes do ensino superior. Por outro lado, essas atividades têm também qualificado a formação dos acadêmicos da graduação em Educação Física, Turismo, Pedagogia, Psicologia, Terapia Ocupacional, História e outros cursos da UFMG, que passam a se envolver com atividades de pesquisa vinculadas as linhas de pesquisa do PPGEL, ampliando as possibilidades de ingresso futuro na Pós-Graduação. De fato, temos observado que muitos egressos da UFMG têm participado dos processos seletivos do PPGEL e alcançam um bom desempenho nas distintas etapas da seleção, evidenciando a importância da articulação entre esses dois níveis. Fortalecendo a tendência, desde 2013, docentes responsáveis por algumas disciplinas optativas do PPGEL têm oferecido vagas, nessas disciplinas, para estudantes da Graduação, na forma de disciplinas eletivas.

A integração com os cursos de Graduação da UFMG pode ser verificada também através do envolvimento dos Discentes da Pós-Graduação nas atividades de Estágio de Docência Em 2014, foram 15 estudantes, entre mestrandos e doutorandos, que realizaram o Estágio. 

A participação nos grupos de pesquisa, que envolvem estudantes da Graduação e da Pós-Graduação, é outra ação que tem se mostrado bastante importante para esta integração. Além disso, a realização de pesquisas colaborativas, envolvendo doutorandos, mestrandos e estudantes da Graduação também reitera o vínculo entre esses dois níveis de formação. Do mesmo modo, a participação de mestrandos e doutorandos na avaliação ou mesmo na co-orientação de Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação é mais um aspecto no mesmo sentido. Também o é o desenvolvimento de projetos de extensão envolvendo discentes dos dois níveis, tais como, entre outros, “Colônia de Férias no Campus”; “O enfrentamento da Violência contra Crianças e Adolescentes”, “Cineclube Hisla”; “Programa de Rádio Educação e Literatura”, “Programa óbvio ululante na rádio UFMG educativa” e “Futebol e cultura”.

Por último, mas não menos importante, o envolvimento dos docentes do PPGEL na orientação de alunos da Graduação, tanto em projetos de iniciação científica, quanto no Programa de Educação Tutorial (PET), é outro importante canal de articulação entre a Graduação e a Pós-Graduação. Apenas em 2014, os docentes do PPGEL orientaram 30 estudantes de Graduação.


Cooperação e Intercâmbios

Através de convênios firmados pela UFMG, de modo geral, ou através de colaborações mais pontuais, o PPGEL tem mantido permanenetemente intercambios com universidades estrangeiras. Bolsas de curta duração ou outras forma de apoio e incentivo favoráveis ao intercâmbio e articulação internacionais têm se desenvolvimento, por exemplo, no ámbito do Grupo Montevideo ou do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras.

Outra forma de intercâmbio tem se estabelecido por meio do desenvolvimento de pesquisas colaborativas, envolvendo equipes de diferentes países e universidades. Pesquisa sobre a Democratización de la educación superior, coordenada pelo Núcleo de Estudios e Investigaciones en Educación Superior del Sector Educativo del Mercosur, da Universidad de la República Uruguay, é um exemplo nesse sentido. Também o é pesquisa sobre os espaços e tempos de lazer dos jovens, coordenada pela University of the Western Cape, da África do Sul. Do mesmo modo, sobre os estudos do lazer, recreação e tempo livre na América Latina, coordenado pela Universidade de Antioquia, na Colômbia.

Mais recentemente, o PPGEL iniciou processo de pactuação de convênio com a Universidade de Deusto, na Espanha, que conta com um Instituto de Estudos do Lazer: um dos mais tradicionais e importantes centros de pesquisa internacional em lazer, recentemente reconhecido como centro de excelencia pela World Leisure Association.